menu
Partilhar

Inteligência artificial: o que é?

 
Por Juliana Ribeiro. 25 fevereiro 2022
Inteligência artificial: o que é?

O progresso tecnológico visto nas últimas décadas é imparável. Cada vez mais, máquinas e robôs estão envolvidos no cotidiano, operando automaticamente funções e o que era visto, há alguns anos, como futurista, tem se mostrado presente na sociedade atual, graças à inteligência artificial- Ela funciona à sombra das atividades humanas. Mas você sabe o significado de Inteligência artificial?.

A AI, como também é conhecida por sua sigla em inglês (Artificial inteligence), é projetada para facilitar ou melhorar a vida das pessoas, resolvendo problemas focados no comportamento humano ou satisfazendo suas necessidades. Há uma infinidade de exemplos que mostram a importância da inteligência artificial no nosso seu dia-a-dia. Neste artigo do umCOMO, você vai saber mais sobre Inteligência artificial: o que é, para que serve e os diferentes tipos. Recomendamos a leitura!

Também lhe pode interessar: Como instalar o Kinect

O que é inteligência artificial e para que serve?

A inteligência artificial é um ramo de estudo e pesquisa computacional focado em encontrar novas fórmulas que imitam as funções dos neurônios humano. Essas fórmulas são executadas por máquinas, que se dedicam a resolver problemas decorrentes do comportamento humano e satisfazer suas necessidades por meio de mecanismos lógicos e matemáticos.

Portanto, ao perguntar para que serve a inteligência artificial, deve-se saber que ela tenta produzir máquinas programadas para realizar tarefas de forma automática, ou seja, sem a necessidade de que seu trabalho seja supervisionado por um ser humano.

Inteligência artificial: o que é? - O que é inteligência artificial e para que serve?

Qual a importância da inteligência artificial

A implementação da inteligência artificial é muito importante porque permite automatizar processos realizados manualmente de forma comum. Isso permite que os procedimentos sejam mais eficientes, sendo confiáveis ​​e sem causar sinais de fadiga nas pessoas, e é aí que reside a importância da inteligência artificial.

Qual é o objetivo da inteligência artificial? Possibilitar a otimização de produtos, processos logísticos e planejar estoques. Sua importância continua a crescer, mas a pesquisa humana é essencial para que os sistemas sejam configurados corretamente e a inteligência artificial continue evoluindo.

Tipos de inteligência artificial

Agora que você já sabe o que é inteligência artificial e qual é a sua importância, deve saber que existem muitos tipos dela. À medida que se desenvolve, surgem novas variações. Entre os que já existem, estes são os tipos mais proeminentes de inteligência artificial:

Inteligência artificial geral

É uma máquina que imita a inteligência do ser humano com grande capacidade de ação. Esse tipo de inteligência artificial é capaz de aprender e replicar comportamentos para resolver problemas ou questões, virtude que a torna uma das mais versáteis da atualidade.

Em seu papel está também o de pensar, tendo uma compreensão única não totalmente robótica. Diante de cada situação que deve enfrentar, ele propõe uma solução diferente.

Inteligência artificial estreita

Esse tipo de inteligência artificial é mais inflexível porque não se adapta ou se molda aos requisitos de uma determinada máquina ou sistema. Concentra-se numa única tarefa, dedicando-lhe toda a sua complexidade. Esse tipo de inteligência artificial é projetada programando as ações que executa e preparada para assumir um único papel.

Superinteligência artificial

O próximo tipo de inteligência artificial é considerado o mais poderoso porque é uma máquina autônoma e consciente. Em vez de simplesmente replicar o comportamento humano, excede suas capacidades. Esse tipo de IA ainda está em desenvolvimento, pois é projetada para ter maior capacidade que a humana.

Memória limitada

Máquinas inteligentes com memória limitada são reativas e possuem uma pequena quantidade de armazenamento. Portanto, esse tipo de inteligência artificial engloba máquinas mais avançadas do que a memória reativa, pois são capazes de integrar dados e aprender com o conteúdo.

Máquinas reativas

Esse tipo de inteligência artificial engloba as máquinas mais antigas e simples de inteligência artificial. Baseia-se na reprodução do comportamento humano apenas quando recebe estímulos, ou seja, realiza apenas ações reativas. Por não terem memória, essas máquinas não conseguem aprender ou gerenciar um banco de dados interno.

Autoconsciência

É apenas um conceito ou ideia que serve para orientar o desenvolvimento da inteligência artificial. Ele não contém criações definidas, mas o plano é que as máquinas futuras estejam cientes de sua própria existência. O autoconhecimento é o nível mais alto de desenvolvimento que a inteligência artificial pode alcançar, por isso requer muito tempo e esforço.

Teoria da mente

Esse tipo de inteligência artificial vem sendo pesquisado há muito tempo. A ideia em que se baseia é tornar-se um dos modelos mais poderosos e inovadores, tendo a capacidade de compreender as interações a que está exposto com grande eficiência. A teoria da mente lida com emoções, reflexões e necessidades da mente humana.

Inteligência artificial: o que é? - Tipos de inteligência artificial

Exemplos de inteligência artificial

Devido aos diferentes tipos de inteligência artificial que existem, há muitos exemplos que você pode encontrar no dia a dia. Alguns são os seguintes:

Smartphones

Uma das máquinas inteligentes mais utilizadas no dia a dia são os smartphones. Neste exemplo, a inteligência artificial está presente em muitas das ações realizadas pelo smartphone, como o assistente de voz integrado ou o modo retrato ativado na câmera: próprio celular é o responsável por organizar a imagem capturada automaticamente, para melhorá-la o máximo possível. Muitos smartphones possuem tela de cristal líquido (conhecida como LCD): você sabe como funciona uma tela de cristal líquido?

Assistentes de voz

Este exemplo de inteligência artificial é sobre máquinas que interpretam o que é comunicado a elas por meio de processadores de linguagem para responder a solicitações ou necessidades humanas executando uma determinada ação ou respondendo verbalmente.

Aplicações médicas

Muitos hospitais já as utilizam: são máquinas que trabalham diariamente com cirurgiões e médicos. Para que serve a inteligência artificial neste exemplo? Elas são programadas para alcançar áreas em que o olho clínico não consegue.

Desta forma, existem máquinas cirúrgicas, de diagnósticos e desfibriladoras que oferecem resultados muito bons graças à inteligência artificial.

Redes sociais

Um dos principais atrativos das redes sociais é sua capacidade de personalização. Graças à inteligência artificial, é possível monitorar em tempo real o que é feito enquanto navega na internet, mostrando anúncios específicos e interessantes para cada pessoa e fazendo recomendações mais assertivas de amigos.

E-mail

A maioria dos serviços de e-mail, como Outlook e Gmail, usa inteligência artificial para identificar mensagens de SPAM e evitar confusão na caixa de entrada. Além disso, essa ação automática nos poupa trabalho e tempo, propósitos mais importantes da inteligência artificial em geral.

Aplicativos de inteligência artificial com GPS

Os aplicativos de GPS são essenciais para otimizar as rotas dos deslocamentos do nosso dia a dia ou em qualquer viagem. Atualmente, a inteligência artificial é utilizada para detectar o trânsito em tempo real, oferecendo a melhor alternativa de rota e fornecendo informações sobre operações policiais ou acidentes.

Qual é o problema da inteligência artificial

A inteligência artificial melhora a qualidade de vida humana, mas também enfrenta alguns problemas:

  • A limitação para multitarefa: a inteligência artificial desenvolvida atualmente para ser aplicada a uma atividade ou área de conhecimento específica, enquanto a inteligência humana é integrada e pode realizar muitas tarefas.
  • O volume de dados: a inteligência artificial precisa de um volume maior de dados para entender características e conceitos em comparação com o cérebro humano.
  • Entendendo suas conclusões: Não foi possível determinar exatamente como a inteligência artificial chega a conclusões. Até agora, apenas o funcionamento conjunto das redes neurais foi verificado, mas as razões pelas quais um cérebro artificial chega a um determinado resultado ou conclusão são desconhecidas.

Se você gostou deste artigo sobre Inteligência artificial: o que é, recomendamos a leitura de outros artigos que tratem de tecnologia, como O que é um Drone e para que serve?

Se pretende ler mais artigos parecidos a Inteligência artificial: o que é?, recomendamos que entre na nossa categoria de Eletrônica.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Inteligência artificial: o que é?
1 de 3
Inteligência artificial: o que é?

Voltar ao topo da página